Avenida Doze de Maio, 353 CEP 85150-000 - Turvo - Paraná - CEP 85150-000 |
(42) 3642-1145 |
ouvidoria@turvo.pr.gov.br
Acessibilidade

Sala do Empreendedor prepara ações para 2016

Quinta-feira, 03 de março de 2016

Última Modificação: 11/01/2017 13:30:08 | Visualizada 410 vezes


Ouvir matéria

A primeira reunião da Sala do Empreendedor foi realizada na manhã desta quarta-feira, 2, na prefeitura municipal de Turvo. O objetivo foi definir ações, propostas, cursos, palestras, entre outros trabalhos que serão realizados durante o ano de 2016.

 

Participaram da reunião o consultor do Sebrae, Cleverson Fernando Salache, o gestor do Sebrae da Unidade de Guarapuava, Felipe Krysa, o diretor executivo da Cooperativa Cresol, Flavio Marcos, o agente da Sala do Empreendedor, Rubens Batista de Campos e o secretário da Indústria e Comércio, Moizéis Pereira Zeni.

 

Rubens Batista de Campos afirma que a reunião foi muito proveitosa e uma das decisões foi “a divulgação dos trabalhos da sala que começa agora a todo o vapor para melhorar as condições de todos os microempreendedores do nosso município, dando toda a assistência técnica, assessoria administrativa e também dando condições para que eles possam ter um progresso muito maior dentro de sua microempresa”.

 

Na oportunidade também já fizeram o agendamento dos cursos. O primeiro será no dia 1º de abril, às 20 horas, na Sala do Empreendedor, que terá como público alvo os Microempreendedores Individuais (MEIs) do município de Turvo, explicando sobre suas atividades, juntamente com o comércio e a pequena indústria, para que possam fazer uma gestão mais proveitosa para suas empresas. Estes cursos são patrocinamos pelo município e também pelo SEBRAE.

 

O que é a Sala

 

A Sala do Emrpeendedor tem como objetivo atender a todas as pessoas que queiram trabalhar por conta própria e que estão sem registro. “Nós auxiliamos aqueles que não têm nenhum registro, nenhum atendimento social através do INSS, através de seguros, aposentadorias. Então a sala está para formalizar todo esse pessoal. Deixá-los como uma empresa, com toda a atenção do município, dando condições para que possam trabalhar, ou ter um empréstimo quando for necessário através do fomento Paraná ou de nossos parceiros como a Cresol”, explica o agente. E lembra também que esse registro é necessário, pois é o que permite com que essas pessoas possam emitir notas e consequentemente fornecer o seu trabalho de uma forma organizada.

 Galeria de Fotos

 Veja Também