Avenida Doze de Maio, 353 CEP 85150-000 - Turvo - Paraná - CEP 85150-000 |
(42) 3642-1145 |
ouvidoria@turvo.pr.gov.br
| Acessibilidade

Secretaria de Educação, Cultura e Esportes dá apoio às famílias e alunos em período de isolamento social

Sexta-feira, 08 de maio de 2020

Última Modificação: 08/05/2020 14:24:03 | Visualizada 230 vezes


Ouvir matéria

A Secretaria Municipal de Educação, Cultura e Esportes está desenvolvendo ações para famílias e alunos em período de contaminação do novo coronavírus. Tendo em vista o momento crítico de enfrentamento da pandemia, a suspensão das aulas foi uma medida necessária para evitar a exposição de crianças, sobretudo daquelas que pertencem ao grupo de risco, obedecendo os decretos Municipal e Estadual.  Porém, a fim de manter a dinâmica escolar, incentivar que os alunos estudem em casa e mantenham o vínculo com a escola, no início deste mês, foram adotadas as atividades escolares não presenciais.

Embora existam muitas ferramentas digitais para este trabalho remoto, a Secretaria optou pela forma convencional de envio de atividades aos alunos por meio do registro físico em seus cadernos, por meio de um Diário de aula, onde ficarão registradas as atividades com data especifica, pois entende que os alunos atendidos, pela faixa etária em que se encontram estão em fase de desenvolvimento que necessita muito ainda de material visual e concreto, além da intervenção direta do professor, a fim de formar a base da aprendizagem dos anos finais do Ensino Fundamental e utilizando este meio a comunicação entre professor e aluno torna-se o mais próxima possível a fim de minimizar os prejuízos em seu aprendizado. Desse modo, será utilizado apenas como ferramenta digital, o aplicativo WhatsApp para que tanto pais quanto alunos possam estar em contato com os professores, sanando dúvidas e também na troca de informações.  O acompanhamento da realização das atividades ocorrerá por meio de correção feita pelo professor, o que acarretará no controle de frequência dos estudantes. Para tanto, haverá um rodízio de “troca de cadernos”, a fim de evitar aglomeração, cada aluno terá dois cadernos que poderão ser utilizados para todos os componentes curriculares, estes deverão ser entregues nas escolas quinzenalmente respeitando o cronograma de hora atividade de cada professor, quando haverá a troca pelo outro caderno, já com as devidas correções dos professores.

As crianças terão o prazo de duas semanas para realizar as atividades que serão avaliadas e computadas como reposição de aulas. Não haverá aulas gravadas ou conteúdos online. “Será realizado uma avaliação com relatório, aluno por aluno, para a atividade ser computada como presença e com uma determinada carga horária para considerar os dias letivos”, conforme a secretária de educação, Silvane Rickli Horst Schneider.

As aulas da rede municipal de Turvo foram suspensasno dia 20 de março, não havendo previsão de quando as aulas presenciais serão retomadas na cidade.

Outra importante ação da Secretaria de Educação, Cultura e Esportes é a doação de cestas básicas às famílias vulneráveis.  No último dia (23) de abril o Conselho de Alimentação Escolar se reuniu após receber a autorização do Governo Federal – (lei 13.987), por meio do Plano Nacional de Alimentação Escolar (PENAE), para doação de cestas básicas aos alunos da rede municipal. Na reunião, o conselho, juntamente com a Secretaria de Família e Desenvolvimento Social e a Secretaria de Agricultura e Pecuária, definiu que  as cestas seriam doadas às famílias vulneráveis, uma por aluno, de acordo com a avaliação nutricional especifica para cada um. Caso a família possua dois filhos, a contagem se dará individualmente, ou seja, apenas uma cesta por família.

Após decidido os critérios de inclusão para recebimento dos kits, iniciou-se o recolhimento dos alimentos das escolas e a programação de compras dos alimentos. A composição de cada kit foi basicamente os alimentos por alimentos que já compõem a cesta básica, porém, conforme a disponibilidade de produtos existentes, além de um kit com 3 opções de hortifrúti.

Feito isso, as cestas foram entregues para as escolas, que ficaram responsáveis pela entrega.

Ao todo foram entregues 352 kits para as 5 escolas municipais e para os 4 CMEIs, incluindo as do interior e Apae, conveniada com o município.

A proposta da composição das cestas foi criar um kit homogêneo. Houveram variações na composição de cada uma,pois  levou-se em consideração a equivalência nutricional de cada item.Cada kit somou R$ 56,58, sendo R$ 10,47 com produtos vindos direto da agricultura familiar do município.

 Galeria de Fotos

 Veja Também